domingo, 29 de novembro de 2009

Mensagem para o ombudsman da Folha de São Paulo

Enviei a seguinte mensagem para o ombudsman da Folha de São Paulo hoje. Publicarei aqui caso receba resposta.



----- Mensagem encaminhada ----
De: Bernardo Jurema
Para: ombudsman@uol.com.br
Enviadas: Sábado, 28 de Novembro de 2009 21:34:35
Assunto: jornalismo tosco



Prezado Ombudsman,

Gostaria de expressar, por meio dessa mensagem, meu total repúdio à decisão deste jornal de dar espaço para acusação completamente infundada em relação ao Presidente da República.

É de mau gosto e é mau jornalismo. Chama a atenção a diferença de tratamento. Desde os anos 1990 que se sabe que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso tinha um filho bastardo. A questão apresentava um aspecto de interesse público, que era a troca de favores entre a Presidência da República e as Organizações Globo, empregadora da mãe da criança. As grandes empresas de comunicação do país, entre elas esta Folha, tomaram a decisão editorial de não divulgar a notícia. Imagino eu que por respeito ao então Presidente Cardoso.

Diante desse tratamento, é chocante ver a Folha publicar um ataque grotesco, baseado numa conversa particular, cujo teor foi desmentido por todas as outras fontes. O fato que gerou tanta repercussão é um não-fato (aqui, deveria ter acrescentado: pois ninguém corrobora a versão do autor da acusação). O único fato - o ex-presidente fez uma piada de humor negro numa conversa privada com colegas de trabalho - não é notícia: é antigo, não teve qualquer consequência no momento ou depois, enfim, não tinha à época, nem tem agora, qualquer interesse público.

É vergonhoso para o país ter um de seus maiores jornais praticar esse tipo vulgar e tosco de jornalismo. E levanta dúvidas sobre que tipo de interesses estariam por trás da decisão editorial da Folha de dar espaço - e, portanto, credibilidade - a acusação tão chula. Além de desrespeitosa e mentirosa, tira o foco da agenda pública nacional das verdadeiras questões que o país enfrenta. É um desserviço à Nação, portanto. Indignante, lastimável, nojento, repugnante são alguns dos adjetivos que me vêm à mente. A Folha deve explicações (qual o interesse jornalístico dessa não-notícia?) e desculpas pelo desrespeito aos seus leitores, ao Presidente e ao Brasil, que merecemos todos melhor que isso.


--
Bernardo Jurema

**
ATUALIZAÇÃO


----- Mensagem encaminhada ----
De: "ombudsma@uol.com.br"
Para: bernajurema@yahoo.com.br
Cc: ombconfirmado@folhasp.com.br
Enviadas: Segunda-feira, 30 de Novembro de 2009 18:16:53
Assunto: OMBUDSMAN FOLHA SP

Caro Sr. Bernardo:

Obrigado pelos seus comentários, que estou encaminhando aos jornalistas responsáveis pela seção para que os levem em conta.

Um abraço,

Carlos Eduardo Lins da Silva
Ombudsman - Folha de S.Paulo
Al. Barão de Limeira, 425 - 8o. andar
01202-900 - São Paulo - SP
Telefone: 0800 159000
Fax: (11) 3224-3895
ombudsma@uol.com.br
http://www.folha.com.br/ombudsman/

Nenhum comentário: