segunda-feira, 17 de abril de 2006

interpretação de texto


quando puxas-me ao teu seio,
e fico ali, te sentindo, bem no meio,
sei que a vida é bela, apenas sei-o:
quando estou ali, tudo leio.

4 comentários:

Dado disse...

belo poema

Anônimo disse...

sem dizer a que veio
ela ignora o antes feio
se houvesse outra
veria ao quarto cheio
canta nova canção de leigo
com a alma em parte e em meio
saindo sem nome
em força e rumo e esteio
...

Anônimo disse...

Hi! Just want to say what a nice site. Bye, see you soon.
»

Anônimo disse...

Very pretty site! Keep working. thnx!
»