sábado, 29 de agosto de 2009

Época revela: revolta da Ilha de Bananal nunca aconteceu .


Alugém deve ter finalmente lido um livro de História do Brasil na redação da Época!



Uma banda dessas da nova geração, a Móveis Coloniais de Acaju, está envolvida numa polêmica com a revista Época. A banda brasiliense contava que um suposto evento histórico que teria ocorrido em Tocantins no século XVIII seria a referência para o nome do grupo - veja aqui. Os meios de comunicação passavam a história adiante, sem fazer o trabalho jornalístico mais elementar, que é a apuração do fato. E, assim, a revolta da Ilha de Bananal tomava ares de fato histórico.

A ficha caiu essa semana. "Descobriram" que a tal revolta nunca havia ocorrido... Para justificar o mau jornalismo praticado pela revista - que não verificou a origem do nome, e aceitou acriticamente a versão oficial da banda sem, assim, identificar a brincadeira - a revista decidiu expor a banda. Fez o que a imprensa tupiniquim é mestra em fazer, levantou o dedão inquisitor em riste e acusou-a de "falsificação", aquilo que era apenas uma brincadeira, que aliás provou que tinha total sentido. Essa história mostra que os interesses corporativos das empresas de comunicação são apenas uma parte do problema do mau jornalismo praticado no Brasil. Um outro elemento é a incompetência, pura e simples, de alguns profissionais nas redações.

Veja aqui a "denúncia" da Época. Tem espaço pra debate e comentários ao final do texto.

P.S.: Daqui a pouco os brilhantes jornalistas da Época vão descobrir e denunciar mais uma farsa! A Banda de Joseph Tourton!!! Quem foi esse cara?! Foi mesmo um aviador?? Ou terá sido o fundador da Pilar!? Merece esclarecimento, já! Chamem a Época pra esclarecer esse escândalo!

P.S.2: Quando li a... como chamar isso? Matéria? Reportagem? Editorial?... enfim, quando li o texto da época descendo o cacete na banda de Brasília, tinha dois comentários de leitores criticando a postura da revista, com argumentação bem articulada. Voltei lá e não só os comentários haviam sido apagados, como o espaço para comentar foi desativado.

2 comentários:

Jorge disse...

eis o alto jornalismo brasileiro... a vanguarda da mediocridade.. ainda bem que acabaram com a falacia da obrigatoriedade do diploma...alem de displicentes, a ausencia e de conteudo eh total...

Rob disse...

A revolta não foi da ÉPOCA dos jornalistas. Ela existiu e eu participei junto com Fidel Castro, Evita Perón e Michael Jackson. Elvis e George Orwell também estavam lá, mas não assinaram o livro de presença. A rede Globo foi chamada, mas estava ocupada premiando Bam Bam no Big Brother. Orson Welles transmitiu a batalha num programa de rádio sobre o fim do mundo. Isso é tudo que se pode saber sobre a Revolta. O resto é segredo de estado de espírito. Quanto a Joseph Tourton, em determinada Época foi terapeuta ocupacional de Robespierre.