terça-feira, 27 de setembro de 2005

PODER

O Poder Rompe?
Corrompe.
O Poder é Afro?
Disíaco.
Corrompe?
Afrodisíaco?
E Agora?
Agora?
Agora, não.
Sempre.
Fudeu.

4 comentários:

michelingals50951422 disse...

i thought your blog was cool and i think you may like this cool Website. now just Click Here

Jorge disse...

Quase um poema concreto!hehe

bernajurema disse...

só que ser o dadaísta.

Kollontai disse...

vai cubaneiro!