terça-feira, 10 de outubro de 2006

Para não parar com a Politicagem...

Debate não é luta de boxe. Ninguém, no meu ponto de vista, "ganha" um debate a não ser que seus adversários tenham desempenho tão ruim que terminem consagrando um "vencedor". Acho que num debate, aos invés de perdedores e vencedores, conhecemos atitudes.
Domingo, ao ter a primeira pergunta do Debate, o candidato Alckmin dava o tom do que seria o restante do encontro. E ele começou da forma mais baixa. Concordo que deveria ter uma postura mais agressiva, mas jamais baixa, preconceituosa e enganosa. Insistir em de quem ou de onde é o dinheiro é uma postura de quem não quer saber nada, a não, de forma leviana, acusar. Neste debate, o candidato Alckimin vestiu a máscara de PFL, de uma direita preconceituosa e hipócrita. Trouxe à tona, demagogicamente, o assunto do avião presidencial. Disse que, se eleito, venderia o avião e construiria 5 hospitais! Grande proposta! Em que condições ele manteria esses hospitais, não valia a pena explicar... Candidato Alckmin pediu que o Lula abrisse as contas de seu cartão de crédito bancado pela União. Para quê? Ele sabe que isso é aberto ao público... inclusive, não sei porque o próprio Lula não falou... aliás, imagino que saiba... mas já volto para ele. O que acontece é que Alckmin, na verdade, começa aos poucos a tirar sua máscara.
Já Lula tinha tudo para tornar ainda mais evidente a mediocridade de Geraldo. Lula poderia ter enquadrado Geraldo logo no início. Ao invés disso, entrou no jogo de Alckmin e procurou partir para agressões e acusações. No entanto, senti ele mais propositivo do que seu adversário. Mas Lula estava tenso... talvez por não saber como seria o Alckmin do debate. Talvez por não esperar que Alckmin viesse no nível que veio.
Pessoalmente, achei um bom debate. Mas esperava que Lula soubesse tirar mais de letra um adversário como o que teve.

2 comentários:

aninha jurema disse...

e aí? voce viu o debate?? eu pensava que voce havia ido ao teatro!!!hehehe

aninha jurema disse...

agora, falando sério: acho que voce tem razao nas suas ponderacoes, mas no rastro desse debate, em conjuncao com outros fatores, parece que Lula levou a melhor.