terça-feira, 12 de julho de 2005

Isso, sim, é uma vergonha!...
A opinião pública deve ficar atenta! Trata-se de um momento perigoso, e se nos prendermos a apenas determinados veículos de informação terminaremos tapados da verdadeira verdade.
Há muitas verdades circulando, hoje. Esse momento de crise alimenta o descompromisso dos meios de informação em informar. Por interesses particulares, alguns criam denúncias, outros adotam as denúncias como verdade e outros simplesmente se omitem em cumprir com sua responsabilidade de informar.
É a hipocrisia circulando como nunca! Para livrar-se disso e não ser vítima desses meios de comunicação interesseiros é importante não acreditar em nada a primeira vista e ler sempre mais, de canais com pontos de vistas divergentes. É a hora de aproveitar e crescer, tornando-se mais do que esses que dizem informar-nos.
É uma vergonha... de quem é essa frase? O companheiro Jorge disse bem. E a vergonha está cada vez mais escancarada. Ela não está na política, apenas. Ontem, um bispo da Igreja Universal foi pego com 10 milhões numa maleta. Dinheiro este que ele diz ser dos dízimos coletados. O absurdo e a vergonha não estão aí, ainda. Está aí, também, mas quando um telejornal deixa de noticiar um fato desses, não será isso uma vergonha maior? Se sua missão é informar, não estarão as pessoas sendo omissas para com seus telespectadores? Com certeza que sim!! Pois ontem, o fato mais importante do dia, a prisão do deputado-bispo do PFL, não foi chamada no telejornal de Boris Casoy na TV Record, da Igreja Universal. E isso, Boris, é uma vergonha.
Semana passada saiu no jornal uma confissão importante para que nós mantenhamos a guarda sobre o que é divulgado na imprensa. O ex-motorista de uma deputada petista em Goiás admitiu que recebeu uma proposta de “mesadão”, sendo que de nenhum política. O motorista disse ter recebido propostas da imprensa de até R$ 60 mil para denunciar alguma coisa. E quando vi a Karina Somaggio em Jô Soares não tive dúvidas que aparecer é a pretensão desses “Famosos Quem” que a imprensa, por meio deles, pretende nos manter informados.
Para leitores de Playboy, em breve a nova capa será ela, Karina Somaggio, a secretária mala do Brasil!
Não acreditem em tudo que lêem.

2 comentários:

Jorge disse...

É meu caro Diogo, a multiplicidade de denuncismos não pára. O Jô Soares agora revolveu "debater" o assunto do momento no seu enfastiante programa. Quando o senador Suplicy foi o entrevistado, em dado momento, o "romancista" perguntou: "Mas por que os membros do PT ficam perguntando se ela (Karina Sommagio) recebeu ou não recebeu dinheiro?, isso não importa, o que importa é o que ela disse". Quer dizer que as motivações "partróticas" desta senhora não devem ser questionada, e que essa motivações só surgiram mais de um ano depois que ela deixou a empresa. O fato dela ter mudado de advogado e agora estar com um advogado caríssimo não levanta nenhuma suspeita?
E o Roberto Jefferson? Pelo jeito conseguiu o que queria, se excluir da investigação, derrubar toda a cúpula do PT e posar de bastião da honestidade.
Pior de todos os papéis nesta estória é o da imprensa.Várias pesquisas têm mostrado que a população em sua maioria não associa a imagem do presidente as denúncias de corrupção atual. O que a VEJA, ISTO É, FOLHA DE SP e afins faz: procura de toda maneira ligar o presidente a esta situação. O objetivo é cada vez mais claro: destruir o PT e sem dúvida inviabilizar a candidatura do presidente Lula.
A propósito do Sr. Boris Casoy, ontem o vi falando, naqueles seus comentários brilhantes: "esta reforma ministerial é superficial, como um time que já perdeu o jogo, vai a campo apenas para cumpri tabela" Mais claro do que isso impossível.
Quem viu o "Observatório da Imprensa" teve a chance manter alguma esperança de que não caímos num poço sem fundo. O Alberto Dines - jornalista contra a mediocriade dos cursos de jornalismo -questionava exatamente o papel da imprensa nesta celeuma toda. Infelizmente, quem deveria ver não viu, ou seja, a própria imprensa. Provavelmente, o Sr. Boris Casoy deveria esta contando a cédulas de seu salário n'alguma mala da Igreja Universal

BJ no DF disse...

interessante comparar as capas das revistas semanais dessas últimas semanas. Pegue IstoÉ, Veja, Época e Carta Capital. O enfoque que cada uma dá à crise é MUITO esclarecedor.